Festa do Livro

Festa do Livro
Seja bem-vindo.
Neste blog daremos conta das nossas actividades, palestras, exposições, etc.

Visite-nos e comente, sempre que lhe aprouver.

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Lusco-Fusco - Espetáculo de Teatro-Dança

Inserido na Festa do Livro e da Leitura teve início na 3ª feira, dia 10 de abril, o espectáculo de teatro-dança "Lusco-Fusco", promovido mo âmbito do Projeto Educativo das Comédias do Minho.
Este espectáculo aconteceu todas as manhãs e tardes até 6ª feira, dia 13 de abril, no auditório da Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira e encerra as suas apresentações com a sessão dirigida às crianças e famílias no Sábado, dia 14 de abril.
As sessões durante esta semana foram dirigidas a todas as crianças e respetivos docentes do 1º ciclo do Ensino Básico.
VAZIO é a palavra que desde o início do espetáculo nos conduz a uma procura, a questionar o tempo, o espaço...a refletir sobre nós e o mundo...a refletir sobre o vazio e o cheio, que se misturam, ou podem ser ilusórios!? e então somos recordados de como para responder a muitas das nossas perguntas teremos de estar muito atentos ao momento presente...e assim ser mais conscientes do que necessitamos para sentir o equilíbrio que muitas vezes procuramos, porque sentimos falta de paz...
sem esquecer de preservar a Natureza, da qual fazemos parte e que muitas vezes esquecemos de cuidar!

E afinal o Lusco Fusco? Será que esse lugar se encontra entre o vazio e o cheio?  Será que se encontra naquele momento em que dois opostos, o dia e a noite se encontram? Será do lusco-fusco que andamos à procura? Será?

O que nos dizem os criadores e interpretes sobre este belíssimo espetáculo-dança, antes de assistir à sua apresentação:

O vazio só contém o ar? LUSCO-FUSCO surge de um desejo de partilhar uma experiência sobre o vazio e o que ele pode conter. Uma descoberta partilhada da matéria e do corpo em que a luz e a transição do tempo nos mostram o que há para ver numa relação de escala entre nós - o mundo e os inversos. LUSCO-FUSCO vê a vontade de ser um bocadinho inventor do seu próprio espanto e para isso desenha um espaço que a pouco e pouco se torna numa invasão feita por pés e mãos, próximo dos olhos e das pestanas, ao alcance da pele. Os performers organizam o corpo para desaparecer, desobedecer e desaprender com a matéria, operam a luz e o som e habitam um lugar aberto ao sensível e à própria percepção da criança. 

Amanhã, sábado, 14 de abril, não deixes de assistir a este espetáculo mágico e muito sério!
Sessão às 11h na Biblioteca Municipal


                                                             CENORTE 4ª e 4º B





















                     
                                                                CECER 4ºA e 4ºB














CENORTE 1ªA e 1ºB








                     
                                                          CECER 3º C e CECOVAS





               
                                                             CENORTE 2ºA e 3ºA











                                       
                                                              CECER 1ºA e 4ºC





                   
                                                                CECER 2º A e 2ºB














                                                                  CECER 3ºA e 3ºB












Sem comentários:

Enviar um comentário